Trabalho, Amor, Fraternidade e União

Coruscam diamantinas luzes no zimbório celeste a nos falar da pluralidades dos mundos habitados, das muitas moradas na casa de nosso Pai[1], consoante a afirmativa de Jesus.

Estende-se o tapete azulino flamejando de lares felizes, uns de lutas, outros de provas e transição, de modo a acenar a cada um da necessidade dos maiores esforços nas leiras cristãs e espiritistas, em prol da evolução.

Nada obstante, filhos muito amados, fulgura de maneira sem igual, específica luz, uma estrela nobre, na extensão da abóbada celeste, que emoldura o Orbe Terreno e esse fulgor, de valor e quintessenlidade sublime, puríssima, imaculada - é Jesus, o Cristo de Deus, a conduzir a caminhada evolutiva das massas humanas. Tal fulgurança respinga claridades na Pátria do Cruzeiro e, como estrela bendita, acende todas as estrelas do lábaro brasileiro iluminando as federadas com o fulgor divino e o calor do chamamento à vivência evangélica, pautados em; Trabalho, Amor, Fraternidade e União.

E, assim, acesas tornam-se faróis a convidar os espíritas cristãos ao esforço constante, aos empenhos de fraternidade, de amor no bem. Esse mister, esse clamor, avançou para sexagenária data através do Pacto Áureo[2], cuja diligência, primeiro, fundou-se em instaurar entre irmãos; Trabalho, Amor, Fraternidade e União.

A progressão dos mundos sem fim, as ondas cíclicas de evolução dos orbes, os naturais fenômenos cósmicos, que regem a vida infra e extra mundos é algo que deve ser observado de forma serena, mui tranquila, atentando que o universo que circunda cada individualidade, nos pisos das ações diárias no bem, solicita toda atenção, requer dedicação completa, em forma de; Trabalho, Amor, Fraternidade e União.

De tal modo, compreendendo e empreendendo, o tempo não será despendido em vão; com receios, especulações inúteis, temores infundados, discussões estéreis, a partir da abrangência de que a conjugação de todos os planos é algo espontâneo e formado através da Lei de Sintonia Universal. Os mundos de paz, de ventura perfeita, de amor e fraternidade legítimos, vigem já nas construções de cada um, nas posições mentais, morais e espirituais das individualidades, haja vista que o mundo que nos é destinado está ínsito em cada espírito.

Pela potente lei de atração cada alma em lutas já estará vivendo em mundos mais felizes, a partir das conexões vibratórias que consiga estabelecer, emanar e distribuir onde quer que esteja.

Jesus vive espiritualmente em Mundos Ditosos, estrela de grandeza ímpar que pendeu sobre o Orbe Terreno, jamais maculou o Seu existir quando entre as moles humanas, comprometidas e sofredoras. Pois que a Sua passagem entre os homens foi, e ainda é, fincada em constante: Trabalho, Fraternidade, Amor e União.

O comando das Altas Esferas já outorgou mudanças determinantes nas sociedades da Terra, e tudo se move para grandes transformações, já não mais impendentes, posto que os efeitos destas transformações se mostram, sem retoques, a convocar aqueles que, de olhos injetados, observam os fatos convulsionados nas sociedades e as mudanças às vezes dolorosas, pois não se opera transformação sem revolução.

O chamado ecoa a todos os que desejam ouvir - avance sempre no; Trabalho, Fraternidade, Amor e União.

Filhos amados de nossa alma, nada temais! Nem se vos assoberbais com o que, ao redor, denuncie esquecimento ao dever, descaso e amodorramento nos empreendimentos com o Cristo. Sois responsáveis por vossos atos e pelos resultados deles! Aquele que abdica da tarefa com Jesus Cristo, e em prol da disseminação da Doutrina esclarecedora, sendo o mesmo Evangelho Redivivo, será infeliz por si só e colocar-se-á à margem da portentosa corrente de evolução; dinâmica e bendita, que avança anunciando: Trabalho, Fraternidade, Amor e União.

Aquele que estaciona fica, desafortunadamente por própria escolha, fora desse divino mecanismo de evolução pelos exercícios de superação, pois servir é transformar-se e quando servimos ao bem criamos cada vez mais recursos de superação das próprias limitações.

Unamos as mãos filhos em Cristo, sobretudo, os corações no chamamento amoroso do Cristo firmados em; Trabalho, Fraternidade, Amor e União!

Empenhemo-nos mais,
Esqueçamos o mal,
Reiteremos esforços,
Avancemos, sempre, desfraldando a bandeira de Ismael no imo do ser – “Deus, Cristo e Caridade”, recordando que vige na Pátria do Cruzeiro, hoje e sempre, o Pacto Áureo propondo união fraternal a ser guardado no carinho de todos os corações.

Deixo o meu mais sagrado ósculo de gratidão paternal exortando;
Trabalho, Fraternidade, Amor e União!

Meu abraço fraternal do servidor menor,

Bezerra

Mensagem Psicográfica recebida por
Helaine Coutinho Sabbadini
no término da X Feira do Livro Espírita de Rio das Ostras

Em 18 de setembro de 2011


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DEGUSTAÇAO - LIVRO FLORES DO CEDRON - EDITORA LACHÂTRE / PRELO

61º Aniversário do Centro Espírita Caridade e Virtude / APERIBÉ

Obediência & Resignação, Ética & Moral