Irmãos na Luz do Cristo!

Exorbita aos olhos atônitos do mundo a Babel ressurgida das sombras do passado! Sodoma e Gomorra, como que ressuscitadas, no conjunto de seus ancestrais habitantes, reapresentam-se na atualidade com novas máscaras de fealdade, horror, lascívia e podridão!

Sinalizam os tempos profetizados que em convulsões fazem emergir das entranhas da terra as odiosidades já vividas, numa verdadeira aferição de todas as experiências adquiridas nos prélios sepultados pelos séculos.

Ouçam meus filhos! Ressoam os clarins divinos!
Repercutem as trombetas celestes, anunciando: eis que são chegados os tempos da absoluta comoção dos translúcidos pélagos dos convencionalismos e conveniências seculares, que se obnubilarão pelo remexer da lama pútrida galvanizada em suas profundezas!

Não há verdadeira depuração, não há ascensão às divinas moradas, sem a exposição das tumorações viciantes do comportamento e das pústulas morais, ocultas e acomodadas sob a superfície de brilhantes e falaciosas ações periféricas; nas dissimulações personalísticas da enganação e da mentira, na ilusória felicidade!

Não há perene paz, não há justa felicidade fora da marcha anunciada ao som dos sublimes clamores do Gólgota!

Faz-se imperativo, aos transeuntes da mesma senda, esforços morais e espirituais acerados e ânimos sustentados pela superior coerência do Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.

Bem aventurados os aflitos! - afiançou o Mestre. Irmãos, jamais vos enganeis com as tormentas, elas carrearão novos tempos, novos horizontes de paz verdadeira, purificarão a atmosfera ancestral!

Bem aventurados os pacíficos, os puros e humildes, garantiu o Senhor! Jamais vos impressioneis na apreciação do poder e da ostentação, que estrugem com feições de jactância e verdade, camuflando um cerne de hipocrisia e dissensão!

Bem aventurados os misericordiosos, os injustiçados e os perseguidos, proclamou o Martirizado! Jamais vos deixeis amedrontar ou sucumbir pelo látego e o acossamento, que ora padeceis!

Testemunhamos as temporárias expressões coercitivas de almas conturbadas a expurgarem sujidades ancestrais, por permissão da Justiça e da Misericórdia Divina, que constrange as personalidades a uma completa denudação dos falsos aparatos e inflige-lhes a uma compulsória exposição de suas legítima identidades espirituais!

O nosso ministério é o do amor, da comiseração e do perdão!

Inflexível e definitivamente, incontáveis magotes de almas, à feição das víboras reconhecidas por Jesus, estão sendo severamente impelidos à castidade legítima do espírito, na depuração dos sagrados valores íntimos.

Avancemos exércitos do Senhor! Não vos detenhais às impressões do mal e às ameaças do horror, porquanto, nada mais são do que quiméricas impressões e aparências! Tudo passará!

O Divino Pastor determinou a imediata condução de Suas ovelhas ao sublime redil, expedindo as Suas hostes, que regiamente estão cumprindo-Lhe os desembargos superiores! Para que a dissipação de tantas mazelas finalmente se opere... Para que misérias e delinquências superlativas, estendidas nas posturas bárbaras, se extingam para sempre... Entretanto, necessitam ser expostas, não aos irmãos de pelejas, mas reconhecidas no âmago das consciências.

Os grandes líderes dissolutos, da terra e das geenas, mentores da destruição e do engodo, têm acarreado por milênios o lodo podre do fundo de um lago, aparentemente límpido, representado nas disposições individuais e sociais, funcionando como infelizes condutores daquele escândalo, anunciado por Jesus Cristo! São as trevosas forças motrizes trabalhando em prol da exposição do mal, presente em cada sociedade terrena e em cada individualidade, nas duas dimensões da vida, porquanto só as conflagrações morais e espirituais prenunciam as legítimas transformações!

Perseveremos confiantes, até o fim!

Não vos impressioneis, volto a dizer, com as novas sodomias sociais e as novas babéis mundiais, porquanto são sombras a emergirem das individualidades, gritando pelo devido reajustamento! Não mais se ocultarão ao toque das sublimes clarinadas! Não mais lograrão êxito na dissimulação, as mentes terríveis! Exteriorizar-se-ão em seus intentos, inexoravelmente, sob os olhos de Deus e sob o Império superior da Luz, a exigir renovação, evolução e evangelização para todos os seres da terra!

Nathanael
Do Livro "Roma & Jesus"
Capítulo - Paulo em Roma
Psicografia Helaine Coutinho Sabbadini
Pedro e Paulo por El Greco

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DEGUSTAÇAO - LIVRO FLORES DO CEDRON - EDITORA LACHÂTRE / PRELO

Elizabetta de la Paz - lançamento pela Editora Lachâtre

Obediência & Resignação, Ética & Moral