A Dádiva do Serviço

Meus irmãos, nossa tarefa continua com Jesus Cristo! Contudo, não maculemos a parte que nos cabe no exercício do bem e da caridade com as reclamações de cunho personalístico.

Oh! Meus queridos irmãos! Aproveitemos a dádiva do serviço com o Cristo sem nada exigir, sem nada mais desejar! Compreender, sob a luz meridiana da Espiritualidade Superior, que temos todos, enquanto transeuntes na Terra, sobradas condições de desenvolver o nosso trabalho a contento, é nosso primordial dever!

Nada mais suplicar aos Céus, nada mais esperar das fontes divinas! O Cristo, por extrema misericórdia, dá-nos tudo aquilo que nos compete viver e desenvolver na justa medida de nossas forças. Desta forma, meus filhos queridos e meus irmãos, não maculemos a tarefa que não nos pertence! Não maculemos o serviço de cooperação que nos é dado, por piedade divina, com a nódoa de nossas requisições inferiores.

Estanquemos o desejar e desejar, constantemente, que o painel da tarefa se nos apresente de forma diversa, como se tivéssemos a capacidade de julgar aquilo que nos convém. Não, não temos esta capacidade de julgamento, ela nos escapa nos dias da vida terrena.

Nossa visão, enquanto amarrados ao escafandro da matéria, tão restrita, não nos permite a devida condição de ajuizar o que poderíamos ou mereceríamos, mesmo porque, na maioria das vezes torna-se difícil desempenhar a contento os compromissos, oportunidades santificantes, já a nós outros confiadas por Jesus Cristo.

Visualizemos as responsabilidades que Jesus confia a cada um de nós, buscando desenvolver, da melhor maneira possível, sem queixumes e sem a pretensão de que a tarefa se nos apresentasse de formas diferentes! Porque o trabalho nos é dado na justa medida de nossas possibilidades, quanto a isto não pode haver dúvida alguma!

Todo detém as condições espirituais: físicas, mentais, psicológicas e sensitivas de operar com êxitos dentro das obrigações espirituais propostas pela presente encarnação. Levantemos as cabeças sem nada pedir, sem nada desejar, sem nada exigir, fazendo o melhor que podemos; doando sem restrições, sem reivindicações pessoais.

A Seara, meus queridos irmãos, é repleta de oportunidades e imensas necessidades, e não nos oferece tempo para refletirmos em nós mesmos! A Seara de Serviço com Jesus Cristo é repleta de dores e jamais proporciona ensejo ao cristão genuíno de pensar em si próprio.

Jesus nos abençoe e nos guarde em paz! Ânimo firme! Lembrando sempre que o coração diligente, com Jesus, nunca pensará em si próprio.

Jesus nos guarde em paz!



Galeno dos Santos (Instrutor Espiritual nas Lides Mediúnicas no GEC Leopoldo Machado)
Mensagem Psicofônica Recebida em Reunião Mediúnica no Grupo Espírita Cristão Leopoldo Machado por Helaine Coutinho Sabbadini.
Porciúncula, em 17 de maio de 2010

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DEGUSTAÇAO - LIVRO FLORES DO CEDRON - EDITORA LACHÂTRE / PRELO

61º Aniversário do Centro Espírita Caridade e Virtude / APERIBÉ

Obediência & Resignação, Ética & Moral