Ao Toque da Brandura

Jesus asseverou que onde o homem depositasse os seus mais preciosos ideais, seus tesouros, ali também estaria o seu próprio coração!

Cada um, de per si, tornar-se-á legitimamente a confissão inarticulada de seus mais secretos propósitos, esparzidos no fluir da convivência existencial! Por toda parte e com toda a gente, as individualidades permanecerão distribuindo as peculiares aquisições morais e os valores do próprio espírito!

Se colocares, meu irmão, a brandura em tuas palavras, depositando-as, qual bálsamo divinal, nos corações que te ouvem, nas conjunturas felizes ou complexas da existência; de enlevo ou amargura, intentando tudo solucionar com exortações mansas e coerentes...

Se promulgares no exterior de ti mesmo, sem palavras, a tua vivência íntima sedimentada nos ensinamentos de Jesus, promovendo paz aos corações que, num instante estão em regozijo, noutro em consternação; ora permanecendo na ardência dos rancores; ora estagiando no ardor da paixão, posturas instáveis, inerentes aos espíritos em constante aprendizado no orbe terrestre...

Se depositares brandura em tuas manifestações, tocando, suavemente, os pequeninos necessitados e famintos...

Se com as tuas mãos ternas sustentares as mãos trêmulas dos anciãos cansados e carentes...

Se amorosamente abraçares as mães sofredoras e inquietas...

Se branda e docemente estimulares, os deprimidos da alma e os combalidos do corpo físico, transmitindo-lhes ânimo e alento...

Estarás distribuindo flores perfumadas a todos os corações, tesouros inestimáveis de teu generoso coração! Outrossim, abrangendo com ternura e compreensão as situações que à maioria assemelham-se difíceis e complexas, inextricáveis conjunturas dentro das quais os protagonistas padecem e fazem padecer, nos descaminhos da ignorância...

Entenderás, naturalmente, que cada espírito traz consigo uma realidade íntima própria – restrições, dificuldades e necessidades diversas, carecendo de teu olhar de brandura e compreensão, instando-te a ofereceres as tuas gemas preciosas, acalentando e promovendo o incansável bem.

Estimado irmão, transforma a tua vida num hino de mansuetude, em cada passo e em cada lance da difícil jornada; em cada gesto e em cada olhar; em cada toque de caridade! Desta forma, estarás, efetivamente, reafirmando o teu propósito de discípulo de Jesus Cristo e distribuindo ao longo de tua caminhada, riquezas inestimáveis aos corações, tesouros que plenificam o teu espírito!


Irthes Therezinha Lisboa de Andrade
Helaine Coutinho Sabbadini


Do Livro Cartilha Evangélica / Nathanael & Espíritos Diversos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DEGUSTAÇAO - LIVRO FLORES DO CEDRON - EDITORA LACHÂTRE / PRELO

Elizabetta de la Paz - lançamento pela Editora Lachâtre

Obediência & Resignação, Ética & Moral